Comprando um carro sem uma revisao

Ao tomar uma opinião sobre a compra de um carro, devemos primeiro pensar sobre isso, ou vamos procurar o projeto perfeito para nós mesmos na concessionária de carros, ou levar a proposta da comissão. Ambas as soluções planejam vantagens e valores diretos, e quais dentre eles serão mais delicados para nós, querem de suas preferências pessoais e dados financeiros. O valor mais importante dos carros usados e a desvantagem dos novos é o seu valor. Graças ao fato de que eles são mais baratos do que carros diretamente da sala de estar, para a mesma quantidade de dinheiro, podemos comprar um modelo, mesmo por uma classe superior. O valor do carro que sai do salão imediatamente começa a cair. Depois de um ano, ele é reduzido em quase 30%, e depois de três anos poderemos transferi-lo por apenas 40% a 50% do preço de compra. A queda de preço é particularmente eficaz no sucesso de carros muito ricos, usados como bens de luxo. É por isso que você paga mais por um carro de três anos. Por via de regra, ainda não se esgotaram e o seu pagamento no tribunal ao preço apropriado e forma do carro é o mais apropriado. Comprar um carro antigo (apesar do fato de que às vezes são baratos pode se tornar uma decisão fatal. Em primeiro lugar, os gastos com mudanças podem ser mais caros do que o próprio carro. Em segundo lugar, podemos desfrutar da vítima de um traidor, que esconde várias falhas e fatos práticos de nós, como ao passar uma quilometragem.

A vantagem dos carros novos é que temos a opção de interior e cor. Mesmo os menores detalhes podem ser escolhidos para seus próprios assuntos e preferências. Comprar um carro do resto da sua mão na verdade não permite que você escolha um final amplo para enganá-lo em alguns papéis importantes. A grande seleção proposta pelos salões é pelo menos no período para atender às expectativas até mesmo dos condutores mais exigentes. Um carro comprado no salão é uma garantia, o que é uma vantagem, mas ainda concorda com o segundo custo. Somos obrigados a financiar os reparos resultantes da exploração popular e, se não perdermos essa declaração, devemos realizá-los em salões autorizados, onde eles são muito mais caros. Comprar um carro é uma operação, durante a qual queremos levar em consideração não o seu valor, mas também as possíveis despesas que compõem seu uso. Ao comprar um carro no salão, garantimos que não seremos usados para o seu nível, e ele perderá muito do seu valor, portanto, qualquer venda será desfavorável para nós. Se tomarmos uma decisão arriscada em relação à comercialização de um carro usado, ele poderá se mostrar como um poço sem fundo e o dinheiro dividido nele será bastante desperdiçado do que investido. Deve-se, portanto, ter uma boa visão de seu cinturão e comportamentos com uma desconfiança constante do rosto do qual pagamos a ele. Vale a pena ir a uma comissão comprovada, que leva uma boa opinião. Portanto, há uma garantia de que não seremos vítimas de um trapaceiro. Você deve avaliar cuidadosamente sua oferta financeira. O carro novo, embora usado, revela-se como a opção mais sensata, mas é um assunto separado, que consideramos a solução mais perfeita para nós.