Caixa registradora fiscal

A caixa registradora fiscal chamada caixa registradora, como um carro, precisa ser ajustada periodicamente. No caso presente, no entanto, a revisão em questão deve ser criada no prazo máximo de dois anos a partir da nova revisão ou fiscalização. A revisão da caixa registradora do preço das crises oscila de 100 PLN para 200 PLN com deslocamento.

A obrigação de rever a caixa registradora resulta de boas regulamentações legais. A base legal para o período de dois anos da revisão do caixa financeiro é o § 7 para. 1 ponto 6 em conjunto do § 16 para. 1 do Regulamento da Ministra das Finanças de 28 de novembro de 2008 sobre os termos e condições de uso de caixas registradoras. De acordo com a lei, e claro, com as provisões do Artigo 61 § 3 do Código Penal, a falha em executar ou a execução intempestiva de uma revisão de caixa é entendida como manutenção indevida do livro e ameaça impor uma multa por uma infração fiscal. No entanto, uma alternativa mais barata para cada revisão de dois anos é crescer a cada ano. Falando sobre a revisão das caixas registradoras, deve-se também pensar em determinar o momento apropriado, que compõe com base no Código Tributário. Juntamente com o art. 12 § 3 º desta Lei, as datas conhecidas nos meses próximos com o termo do último dia do mês, que corresponde ao primeiro dia do prazo, e se não houve tal dia no mês passado - no último dia do mês.

A obrigação de supervisionar a data do cheque da caixa registradora é da mulher que é a caixa registradora fiscal. O proprietário deve informar o técnico de serviço sobre a necessidade de criar tal revisão dentro de dois anos a partir da revisão recente. O empregado do caixa, na estação de 5 dias do dia da notificação, preparado pelo detentor da caixa fiscal, deve fazer uma verificação técnica obrigatória da caixa registradora (§ 31 seção 4 do decreto relativo às caixas registradoras.

A revisão da condição técnica da caixa registradora deve verificar, em primeiro lugar, o status de todos os selos, a condição da caixa, a legibilidade dos documentos fiscais, o programa de trabalho, a exatidão da operação, o estado da memória e as condições das baterias.No sentido de evitar a exposição às penalidades da Receita Federal, o contribuinte deve cuidar das datas do cheque da caixa registradora.